domingo, 9 de maio de 2010

FLORESTAS

Luis Gustavo, Fernando e Gustavo


A Amazônia se encontra em uma situação mais positiva em termos de devastação comparada a Mata Atlântica. Mas nem por isso há motivos para não proteger a floresta. O futuro da floresta amazônica pode ser o mesmo da mata atlântica. Os grandes causadores da degradação são a atividade agrícola de forma não sustentável e a extração de madeira.
Cerca de 62% do solo da Amazônia são de baixo ou nulo potencial agrícola.
A Amazônia tem cerca de 532 mil quilômetros quadrados, o equivalente ao território da França. Em apenas 20 anos foram destruídos 13,5% da Floresta Amazônica.
O Rio Amazonas lança no mar, a cada segundo, cerca de 175 milhões de litros de água. Esse número corresponde a 20% da vazão conjuntas de todos os rios da Terra. Cada árvore derrubada na Amazônia significa a queda de outras 18 que estão próximas a ela.

2 comentários:

thomas disse...

gostei de saber que a amazonia está em uma situação menos crítica que a mata atlântica.

mariadudalinda disse...

o.oNOSSA A AMAZONIA É TAO GRANDE ASSIM QUE LEGAL,EU PENSEI QUE ELA GRADE MAIS NEM TANTO.GOSTEI