terça-feira, 18 de agosto de 2009

Pompéia

As ruínas de Pompéia

No início do século XVI, o arquiteto italiano Domenico Fontana, encarregado de cavar um túnel sob a montanha La Civita, que trouxesse água do rio Sarno para a cidade de Torre Annunziata, descobriu as ruínas de uma antiga cidade.

A cidade era Pompéia, e havia sido destruída por uma violenta erupção do vulcão Vesúvio, no ano de 79 d.C. As ruínas estavam recobertas por vários metros de depósitos vulcânicos.

As escavações arqueológicas de Pompéia permitiram que se reconstituísse com bastante precisão a vida na antigüidade romana a partir do plano da cidade, das casas, dos objetos de uso cotidiano, das obras de arte.

Os arqueólogos conseguiram moldar em gesso, nas cinzas amontoadas, as cavidades deixadas pelos corpos de certas vítimas, e reconstituir a posição dessas pessoas em seus últimos movimentos.

A arqueologia, como disciplina, foi propriamente desenvolvida a partir da descoberta da cidade de Pompéia.




Texto retirado do site da revista Ciência Hoje para Criança


2 comentários:

dehhhhh disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
André Silveira disse...

Incrível!As expressóes das pessoas foram completamente paralizadas!É visível o sinal de pânico no rosto delas(também se não estivessem...).
Já o cachorro petrificado,muito legal,fiquei super espantado!Isso é apenas um sinal sobre os estragos que um vulcão pode causar!Mas também não podemos esquecer os benefícios!